Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Prémio Nobel da Física para descoberta de buracos negros e 'objeto supermassivo' na Via Láctea

Revelação foi feita esta terça-feira.
Correio da Manhã 6 de Outubro de 2020 às 11:12
Prémio Nobel da Física para descoberta de buracos negros e 'objeto supermassivo' na Via Láctea
Prémio Nobel da Física para descoberta de buracos negros e 'objeto supermassivo' na Via Láctea FOTO: Direitos Reservados
A Academia sueca atribuiu esta terça-feira o prémio Nobel da Física a Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez por descobertas na área dos "segredos mais obscuros do Universo".

A revelação foi feita esta terça-feira em Estocolmo pelo secretário-geral da Academia, Goran Hansson. A cerimónia de atribuição do prémio e as palestras decorreram por videoconferência decio à pandemia da Covid-19.

Roger Penrose destacou-se na descoberta da formação de buracos negros e na respetiva Teoria geral da Relatividade.

Quanto ao alemão Ghenzel e à norte-americana Ghez, venceram o Nobel da Física pela descoberta de "um objeto compacto supermassivo no centro" da Via Láctea.

Roger Penrose, professor da Universidade britânica de Oxford receberá metade do prémio pecuniário de cerca de 950 mil euros, enquanto Andrea Ghez e Reinhard Genzel, ambos professores da Universidade da Califórnia, repartirão o resto.

prémio nobel da física cientistas
Ver comentários