Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Presidente do Brasil lamenta "número enorme de mortes" por Covid-19 mas critica isolamento

Medidas de isolamento social levarão a "sociedade à miséria", defende Bolsonaro.
Lusa 30 de Abril de 2021 às 07:42
Bolsonaro, presidente do Brasil
Bolsonaro, presidente do Brasil FOTO: ADRIANO MACHADO/Reuters
O Presidente brasileiro lamentou na quinta-feira o "número enorme de mortes" provocadas pela covid-19 no país, que já ultrapassou os 400 mil óbitos, mas frisou que as medidas de isolamento social levarão a "sociedade à miséria".

"Lamentamos as mortes. Chegou a um número enorme de mortes agora aqui, não é?", indagou Jair Bolsonaro, na sua habitual transmissão de vídeo na rede social Facebook, na qual declarou que "o coronavírus ficará para sempre", mas que o seu Governo "não fechou o comércio, nem falou que todo o mundo tinha que ficar em casa".

"Vamos ter que conviver com o vírus, até porque muda cada vez mais. Esperamos que não haja uma terceira vaga por aí, pedimos a Deus que não haja, mas temos que enfrentar. (...) Se continuar a política de 'lockdown' [confinamento obrigatório], igual à do prefeito de Araraquara [cidade em São Paulo] (...), vai levar a sociedade à miséria", acrescentou Bolsonaro.

Jair Bolsonaro Covid-19 questões sociais Presidente política morte
Ver comentários