Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Presidentes europeus e americano apelam ao fim da violência entre Israel e Palestina

Governantes reagiram aos confrontos e sensibilizaram os envolvidos para o fim da violência.
Correio da Manhã 13 de Maio de 2021 às 20:17
Gaza
Gaza FOTO: Getty Images
Os líderes de Estados Unidos, Rússia e França já reagiram aos mais recentes confrontos entre Israel e as forças militares palestinianas, sensibilizando os envolvidos para o fim da violência.

O presidente dos Estados Unidos da América pediu, esta quinta-feira, uma diminuição da violência no Médio Oriente. Joe Biden sugeriu a redução de ataques com recurso a ‘rockets’, depois de na quarta-feira ter considerado que "Israel tem o direito de se defender quando existem milhares de ‘rockets’ a voar no seu território".

O presidente russo, Vladimir Putin, conversou com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, sublinhando que "a principal tarefa é interromper as ações violentas de ambos os lados e garantir a segurança de toda a população". 

O governante francês, Emmanuel Macron, lamentou a escalada de violência entre os os israelitas e os palestinianos e pediu um "reinício definitivo" das negociações entre ambos os lados, enquanto o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, incentivou "à redução urgente" da violência.
Israel Palestina distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários