Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Professora grávida de oito meses presa por sexo com aluno de 15 anos

Polícia recusa especular sobre quem será o pai da criança.
Correio da Manhã 13 de Outubro de 2021 às 13:00
Heiry Calvi
Heiry Calvi FOTO: Direitos Reservados

Uma professora grávida foi presa, na passada quinta-feira, no estado americano da Flórida por, alegadamento, ter tido um relacionamento inadequado com um aluno de 15 anos. Heiry Calvi, que trabalhava na escola John I Smith K-8 Center, no Condado de Miami-Dade, na Flórida, foi acusada por ter um relacionamento com um aluno fora do horário escolar.

Uma investigação sobre o caso começou em março, no seguimento de um aviso por parte dos alunos da escola sobre a relação entre a Sra. Calvi e o jovem. Entre as evidências que sustentavam o caso, estava um vídeo da professora e do aluno juntos - alegadamente, uma filmagem de uma relação sexual entre ambos - bem como mensagens enviadas entre eles, noticiou o jornal The Independent.

A polícia local disse que o jovem, inicialmente, negou ter sido violado pela professora.

Rey Valdes, um porta-voz das autoridades locais, confirmou que Calvi estava grávida de oito meses enquanto esteve presa, embora a polícia não tenha "especulado sobre de quem era o filho".

O conselho escolar do condado de Miami-Dade, disse que estava a investigar o incidente e que tinha dispensado a professora em março, quando preocupações sobre a situação foram reveladas pela primeira vez. "Vamos rever as competências dos nossos funcionários para garantir que estão totalmente ciente das expetativas profissionais que temos em relação a eles e da sua obrigação ética de proteger as crianças", acrescentou o conselho.

Calvi, que foi libertada após pagar a fiança, foi acusada de uma série de crimes, incluindo abuso sexual de menor, negligência infantil e contribuição para a delinquência de uma criança.

Flórida educação crime lei e justiça violação
Ver comentários