Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Regulador norte-americano autoriza uso de emergência da Pfizer em crianças entre os 12 e os 15 anos

'Food and Drug Administration' irá também acelerar os esforços do país para reduzir as infecções por Covid-19.
Correio da Manhã e Lusa 10 de Maio de 2021 às 22:22
Doses vacina Pfizer e Biontech
Doses vacina Pfizer e Biontech

A 'Food and Drug Administration' (FDA) aprovou o uso de emergência da vacina da Pfizer em crianças entre os 12 e os 15 anos, permitindo a vacinação de milhares de estudantes antes do início do próximo ano letivo, a meio do segundo semestre.

O Regulador norte-americano, que concede o uso da vacina em adolescentes, irá também irá acelerar os esforços do país para reduzir as infecções por Covid-19, afirmam autoridades de saúde pública e os especialistas em doenças infecciosas, citados pelo CNBC.

O mesmo fármaco já está autorizado para uso de emergência em pessoas a partir dos 16 anos. 

A FDA considerou que a vacinação com este fármaco em específico era segura e que permitia o desenvolvimento de anticorpos, depois de um ensaio clínico que envolveu mais de 2.000 voluntários com idades entre os 12 e os 15 anos.

Esta investigação não só comprovou a eficácia da vacinação, como também descobriu que as crianças nesta faixa etária desenvolveram anticorpos mais resistentes do que, por exemplo, os jovens adultos.

Este é mais um passo na ambiciosa e massiva campanha de vacinação da administração liderada pelo democrata Joe Biden, que estabeleceu como prioridades do início de mandato - que começou no final de janeiro - alcançar a imunidade de grupo nos EUA e reerguer a economia norte-americana, fustigada pela pandemia.

A FDA pode aprovar o uso das vacinas Covid destinadas a crianças menores de 12 anos no segundo semestre deste ano, avança o CNBC. 

A Pfizer afirmou ainda que espera solicitar a autorização da vacina Covid para uso em bebés e crianças, em setembro e novembro. 

Ver comentários