Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Rei do narcotráfico caçado na Colômbia

Traficante mais procurado do país capturado em operação que envolveu mais de 500 militares.
Ricardo Ramos 25 de Outubro de 2021 às 08:27
Narcotraficante mais procurado da Colômbia, Dairo António Úsuga, líder do Cartel do Golfo
Narcotraficante mais procurado da Colômbia, Dairo António Úsuga, líder do Cartel do Golfo FOTO: epa
O narcotraficante mais procurado da Colômbia, Dairo António Úsuga, líder do Cartel do Golfo, foi este domingo capturado numa operação que envolveu mais de 500 militares e que foi considerada como o maior golpe contra o narcotráfico no país desde a morte de Pablo Escobar, nos anos 90.

Úsuga, mais conhecido pelo nome de guerra Otoniel, tinha a cabeça a prémio na Colômbia e nos EUA. O governo colombiano oferecia uma recompensa de 3 mil milhões de pesos (cerca de 700 mil euros), enquanto a Justiça americana prometia cinco milhões de dólares (4,3 milhões de euros) por informações que conduzissem à sua captura.

“Este é o maior golpe contra o narcotráfico no nosso país este século, só comparável com a queda de Pablo Escobar”, disse o PR colombiano, Iván Duque.

Informações enviadas pelos EUA e pelo Reino Unido terão ajudado as autoridades colombianas a encontrar o esconderijo do narcotraficante na selva de Uraba, que estava rodeado por oito perímetros de segurança. A operação envolveu mais de 500 militares, incluindo elementos das Forças Especiais, e mais de 20 helicópteros. Um militar perdeu a vida nos combates, desconhecendo-se o número de baixas entre os traficantes.

Além de enviar toneladas de cocaína para os EUA ao longo da última década, Otoniel era procurado pelo assassinato de polícias, recrutamento de crianças e abuso sexual de menores, entre outros crimes. Deverá ser extraditado para os EUA.
Ver comentários