Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Reino Unido fecha espaço aéreo a alguns Boeing 777 após incidente nos EUA

Motor de uma destas aeronaves incendiou-se em pleno voo no Colorado, Estados Unidos.
Lusa 22 de Fevereiro de 2021 às 16:05
Voo inaugural do Boeing 777X
Voo inaugural do Boeing 777X FOTO: Reuters
O Reino Unido decidiu esta segunda-feira interditar o seu espaço aéreo aos Boeing 777 equipados com motores iguais ao que se incendiou em pleno voo no Colorado, Estados Unidos, anunciou esta segunda-feira o ministro dos Transportes britânico.

"Após os problemas no fim de semana, os Boeing 777 com motores Pratt & Whitney 4000-112 ficarão temporariamente proibidos de entrar no espaço aéreo britânico, escreveu Grant Shapps na rede social Twitter.

A autoridade britânica da aviação civil precisou que estes aparelhos, imobilizados por indicação do construtor, não são usados pelas companhias aéreas britânicas.

Esse tipo de aparelhos "é operado por companhias nos Estados Unidos, no Japão e Coreia do Sul", precisou a autoridade.

No sábado, um Boeing 777-220 da companhia norte-americana United Airlines, que descolou de Denver, Colorado, com destino a Honolulu, no Hawai, com 231 passageiros e 10 membros da tripulação a bordo, foi forçado a regressar ao aeroporto de onde partiu, depois de o motor direito se incendiar em pleno voo. O avião aterrou em segurança no aeroporto e ninguém ficou ferido.

A Boeing recomendou a imobilização dos 128 aparelhos equipados com este tipo de motores.

Reino Unido Boeing Estados Unidos EUA Colorado transportes aviação acidentes e desastres acidente aéreo
Ver comentários