Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ruas de Espanha começam a ter patrulhas

Estado de alarme eleva medidas de prevenção nas ruas espanholas.
Maria Vaz 16 de Março de 2020 às 08:41
Coronavírus Espanha
coronavirus Espanha
Coronavírus Espanha
coronavirus Espanha
Coronavírus Espanha
coronavirus Espanha

A Unidade Militar de Emergência iniciou ontem a aplicação do patrulhamento de ruas em Madrid, bem como em outras cidades onde há bases militares, como Valência, Sevilha, Saragoça, Leão, Las Palmas e Santa Cruz de Tenerife. Na capital espanhola, grande parte das missões de ontem teve como objetivo vigiar locais mais críticos, onde se poderiam juntar aglomerados maiores de pessoas, como em estações de comboio e terminais de autocarros.

Estas medidas de prevenção contra o novo coronavírus iniciaram-se depois de o governo espanhol ter decretado o estado de alarme no país. Desde ontem, os espanhóis só podem sair de casa para trabalhar, comprar comida, ir à farmácia e ao médico ou para cuidar de crianças e idosos deficientes ou outros dependentes. Em Espanha já se contam mais de 7 mil infetados e pelo menos 290 mortes.n 

A Unidade Militar de Emergência iniciou ontem a aplicação do patrulhamento de ruas em Madrid, bem como em outras cidades onde há bases militares, como Valência, Sevilha, Saragoça, Leão, Las Palmas e Santa Cruz de Tenerife. Na capital espanhola, grande parte das missões de ontem teve como objetivo vigiar locais mais críticos, onde se poderiam juntar aglomerados maiores de pessoas, como em estações de comboio e terminais de autocarros.

Estas medidas de prevenção contra o novo coronavírus iniciaram-se depois de o governo espanhol ter decretado o estado de alarme no país. Desde ontem, os espanhóis só podem sair de casa para trabalhar, comprar comida, ir à farmácia e ao médico ou para cuidar de crianças e idosos deficientes ou outros dependentes. Em Espanha já se contam mais de 7 mil infetados e pelo menos 290 mortes.

PORMENORES
Sanções por desrespeito
Os cidadãos que não cumprirem as restrições impostas pelo estado de alarme, em Espanha, podem vir a ser punidos com uma multa de 100 euros até uma pena de prisão de um ano, caso desobedeçam aos agentes da autoridade. As medidas devem aplicar-se enquanto o país vizinho continuar em estado de emergência.

Militares com estatuto
Os membros das Forças Armadas, que vão participar nas tarefas de patrulhamento nas ruas espanholas, vão passar a ter estatuto de agentes da autoridade. O novo estatuto vai permitir que os militares possam emitir ordens aos civis e aqueles que não as cumprirem podem incorrer num crime de desobediência ou ainda de resistência à autoridade.

Ver comentários