Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Secretária isenta Governo do Brasil pela crise de oxigénio em Manaus e é acusada de mentir

Secretária de Gestão do Trabalho e Educação isentou o Governo Federal de responsabilidade no colapso hospitalar na região, versão que foi criticada por senadores.
Lusa 26 de Maio de 2021 às 08:56
Crise de oxigénio nos hospitais brasileiros
Crise de oxigénio nos hospitais brasileiros FOTO: Reuters
A secretária do Ministério da Saúde brasileiro Mayra Pinheiro eximiu na terça-feira o Governo Federal de responsabilidades na crise de oxigénio em Manaus, mas foi acusada de mentir pelos senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Ao longo das mais de seis horas de depoimento na CPI, que investiga alegadas falhas na gestão da pandemia de covid-19, Mayra Pinheiro relatou a sua atuação na crise em Manaus, no estado do Amazonas, onde dezenas de pacientes morreram asfixiados por falta de oxigénio em hospitais, em janeiro último.

A secretária de Gestão do Trabalho e Educação disse nunca ter visto nada igual em 30 anos de carreira na medicina, mas isentou o Governo Federal de responsabilidade no colapso hospitalar na região, versão que foi criticada por senadores.

Ver comentários