Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Sequestro de Gilmário Vemba investigado pela polícia angolana

Humorista e as filhas escaparam ilesos, após lhes terem roubado três telemóveis e cartões bancários.
Lusa 7 de Janeiro de 2022 às 09:42
Gilmário Vemba
Gilmário Vemba FOTO: Direitos Reservados
A polícia angolana está a investigar o sequestro do humorista Gilmário Vemba e suas filhas, na noite de quinta-feira, em Luanda, do qual escaparam ilesos, após lhes terem roubado três telemóveis e cartões bancários, foi esta sexta-feira anunciado.

A informação foi avançada pelo porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, Nestor Goubel, afirmando que o sequestro e roubo de pertences do humorista angolano ocorreram na centralidade do Kilamba, município de Belas.

Segundo o oficial da polícia angolana, quatro homens que se faziam transportar numa viatura abordaram o humorista e as suas filhas por volta das 22h00 locais e sob ameaças de arma de fogo conduziram-nos até ao Golf 2, município do Kilamba Kiaxi.

Num local deserto, os suspeitos recolheram três telemóveis e dois cartões bancários e puseram-se em fuga, abandonando o humorista e as filhas no local. 

"Nesta altura, os mesmos estão foragidos e as diligências continuam no sentido de procedermos à localização e à detenção destes presumíveis autores", disse o porta-voz da polícia em Luanda.

O sequestro de Gilmário Vemba, também conhecido pelo público português, gerou uma onda de comoção e de solidariedade nas redes sociais.

Gilmário é ex-integrante do grupo de humor angolano "Tunezas" que, nas redes sociais, partilharam fotos em que o humorista e seus ex-companheiros expressam alegria por este ter escapado ileso do sequestro.

Gilmário Vemba Kilamba Kiaxi Luanda questões sociais crime lei e justiça demografia emigrantes leis
Ver comentários