Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Sexo no mar e nas piscinas? Especialistas explicam porque deve desistir dessa ideia

Ginecologistas avançam motivos pelos quais não deve ter relações sexuais na água.
Correio da Manhã 22 de Agosto de 2019 às 18:41
Fazer sexo com o seu marido repara todo o cansaço psicológico que teve durante o dia, segundo Meg Conley
Sexo
Sexo
Fazer sexo com o seu marido repara todo o cansaço psicológico que teve durante o dia, segundo Meg Conley
Sexo
Sexo
Fazer sexo com o seu marido repara todo o cansaço psicológico que teve durante o dia, segundo Meg Conley
Sexo
Sexo

O verão convida a banhos, seja no mar, nas piscinas ou em jacuzzi’s. Aos mergulhos junta-se a vontade de ter relações sexuais descontraídas e prazerosas, mas será que é seguro?

Sara Twogoog, ginecologista e professora assistente de obstetrícia reuniu um conjunto de problemas que podem estar associados a fazer sexo dentro de água, e que o/a vão poder ajudar a tomar uma decisão e – quem sabe – desistir dessa ideia, segundo avançou à revista Women’s Health.

A primeira de todas prende-se pelas milhares de bactérias que estão presentes na água do mar, rios ou lagos e que acabam por entrar no órgão sexual feminino durante o ato sexual.

 O mesmo fenómeno ocorre dentro de piscinas e jacuzzi's que, apesar de terem menos bactérias que as presentes no mar, contêm determinados químicos que podem provocar irritação vaginal, aumentando o risco de infecção.

A estes fatores externos, a água propicia a secura vaginal (uma vez que absorve a lubrificação natural produzida pelo corpo durante o sexo), provocando uma maior fricção durante o ato sexual e consequentemente a formação de micro lágrimas e infeções.

António Pizarro, ginecologista, alerta ainda para o facto da impossibilidade de praticar sexo seguro, uma vez que os preservativos se tornam menos eficazes dentro de água (seja pela maior probabilidade de escorregar ou pelo perigo de se romperem devido à fricção extra).

No entanto, se é algo que realmente gostava de experimentar, fazer sexo no chuveiro pode ser a fórmula ideal para incluir água no momento. Esta será a fórmula mais eficaz de incluir a água sem correr tantos riscos a nível de fricção e infecções, não comprometendo também a eficácia do preservativo.

Fazer sexo no chuveiro pode ser uma boa forma de incluir a água sem tanto risco de infeções, com menos fricção e sem prejudicar a eficácia do preservativo.

saúde sexo mar piscinas água sexo na água relações sexuais
Ver comentários