Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Mais de 238 mortos em sismo no Afeganistão

Abalo sentido também no Paquistão e na Índia.
26 de Outubro de 2015 às 09:37
Pessoas saíram todas para a rua depois do sismo
Pessoas saíram todas para a rua depois do sismo FOTO: Reuters

Pelo menos 238 mortos e milhares de feridos é o balanço, ainda provisório, do sismo de magnitude 7,5 da Escala de Richter que se registou esta segunda-feira no norte do Afeganistão, indicaram as agências France Presse e EFE.

O tremor de terra abalou a região hindu de Kush, no Afeganistão, sendo também sentido fortemente na Índia e Paquistão, segundo o European-Mediterranean Sismologic Center (EMSC).

Segundo as primeiras informações, avançadas pela agência EFE, pelo menos 11 paquistaneses morreram e 50 ficaram feridos na sequência do sismo, na província de Khyber Pakhtunkhwa, enquanto a France Presse fala de 100 feridos em Swat Valley, no norte do Paquistão.

De acordo com o EMSC, o tremor de terra ocorreu a 190 quilómetros de profundidade às 14h09 locais (09h09 em Portugal) e o epicentro localizou-se numa zona remota do leste do Afeganistão, 250 quilómetros a norte de Cabul.

Por sua vez, o Instituto Geológico dos Estados Unidos também confirmou o sismo e retificou de 7,7 para 7,5 a respetiva magnitude, indicando, porém, que se registou a uma profundidade de 213,5 quilómetros, enquanto a autoridade geológica do Afeganistão falou inicialmente de um sismo de 8,1 na escala de Richter, baixando-o, depois, também para 7,7 e, posteriormente, para 7,5.

Sismo durou um minuto

Segundo noticia também a France Presse, o sismo, com a duração de cerca de um minuto, foi sentido também em Cabul, Islamabad (Paquistão) e Nova Deli (Índia), mas não afetou o Nepal, atingido por um sismo também forte em abril último.

Em Islamabad e Nova Deli milhares de pessoas fugiram para as ruas após o violento sismo, que faz abanar vários edifícios.  Em Cabul, e na sequência do sismo, o Governo afegão colocou em estado de alerta todos os hospitais do país, não adiantando qualquer outra informação sobre vítimas ou danos materiais.


Doze raparigas morreram ao fugir em pânico
Pelo menos 12 raparigas morreram hoje e 35 ficaram feridas ao fugirem em pânico da escola durante o forte sismo que abalou o norte do Afeganistão, informaram as autoridades.


"As alunas correram para sair do edifício da escola em Talugan (capital da província de Takhar), desencadeando um movimento de pânico", explicou o diretor do departamento de educação da província, Enayat Nawedd, à agência France Presse.


"Doze alunas, todas menores, morreram e outras 35 ficaram feridas", acrescentou.

Um sismo de magnitude 7,5 na escala aberta de Richter foi sentido hoje no Afeganistão, Paquistão e Índia. 

Richter Cabul Afeganistão Nova Deli sismo
Ver comentários