Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Sobe para 10 o número de mortos devido a "caipirinha" adulterada com combustível em Luanda

Caso ocorrido no bairro da Caop, em Viana, envolve mistura tóxica de bebidas a qual foi dado o nome de "caipirinha do azar".
Lusa 26 de Abril de 2021 às 21:27
Polícia de Luanda
Polícia de Luanda FOTO: Getty Images
O número de vítimas mortais da ingestão de uma "caipirinha" adulterada feita com combustível, nos arredores de Luanda, aumentou para 10, segundo autoridades locais citadas pela Rádio Nacional de Angola.

O caso ocorrido no bairro da Caop, em Viana, segundo noticiou esta segunda-feira a rádio pública angolana, envolve uma mistura tóxica de bebidas a qual foi dado o nome de "caipirinha do azar", composta por "água do chefe" [bebida artesanal destilada, feita de açúcar e fermento], capassarinho [um fruto com efeito alucinogénio] e combustível JET A1, para aviões.  

Segundo informações recolhidas pela RNA junto da administração do município de Viana, que confirmou a existência de mais duas vítimas mortais a acrescentar ao interior balanço.

Rádio Nacional de Angola Luanda Viana política bebida
Ver comentários