Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Somália: Reino Unido nomeia primeiro embaixador em 21 anos

O Reino Unido nomeou esta quinta-feira o seu primeiro embaixador em 21 anos na Somália, apesar da guerra civil no país, anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, de visita à capital somali, Mogadíscio.

2 de Fevereiro de 2012 às 12:04
Matt Baugh apresentou esta quinta-feira credenciais ao presidente da Somália, Sheikh Sharif (na foto)
Matt Baugh apresentou esta quinta-feira credenciais ao presidente da Somália, Sheikh Sharif (na foto) FOTO: Reuters

"Estou muito feliz por ter feito a primeira visita a Mogadíscio por parte de um ministro dos Negócios Estrangeiros em mais de 19 anos. É um símbolo do compromisso do Reino Unido para com o país e o povo da Somália", disse William Hague, em comunicado.

"Numa outra demonstração do nosso compromisso a longo prazo para com a Somália, o novo embaixador do Reino Unido à Somália, Matt Baugh, apresentou esta quinta-feira credenciais ao presidente Sheikh Sharif", acrescentou.

William Hague tornou-se assim o mais alto responsável britânico a visitar a Somália e um dos mais altos responsáveis, de todo o Mundo, a visitar a capital somali em vinte anos.

O último embaixador britânico deixou a Somália há 21 anos, quando o país entrou em guerra civil, após a queda do presidente Siad Barre, em 1991.

O país vive então num estado quase constante de guerra civil, com as milícias a aumentar, bem como grupos rebeldes islamitas e grupos de piratas a ocupar o território.


O novo embaixador, que era até agora alto representante do Reino Unido para a Somália, continuará, no entanto, baseado em Nairobi, capital do Quénia, disse um porta-voz da embaixada britânica no país.

A nomeação e a visita surpresa de Hague acontecem antes de uma conferência em Londres, a 23 de Fevereiro, que visa resolver a crise na Somália.

Somália Reino Unido Guerra Civil William Hague Matt Baugh Sheikh Sharif
Ver comentários