Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Supermercados no Reino Unido expõem alimentos em cartão para que prateleiras não pareçam vazias

Foram colocadas nas prateleiras imagens de espargos, cenouras, laranjas e uvas para substituir os alimentos que deveriam estar expostos mas não chegam às lojas.
Correio da Manhã 23 de Outubro de 2021 às 17:42
Supermercados no Reino Unido expõem alimentos em cartão para que prateleiras não pareçam vazias
Supermercados no Reino Unido expõem alimentos em cartão para que prateleiras não pareçam vazias FOTO: Direitos Reservados / Twitter

Com a falta de bens de primeira necessidade no Reino Unido, os supermercados encontraram uma solução para que as prateleiras não pareçam vazias. Pedaços de cartão com imagens de vegetais, fruta e outros produtos estão a ser colocados de forma a preencher os espaços vazios deixados pela carência de alimentos.

A cadeia de supermercados Tesco começou a colocar imagens de espargos, cenouras, laranjas e uvas para substituir os alimentos que deveriam estar expostos mas não chegam à loja.

Os clientes de vários pontos do Reino Unido tiraram fotografias e partilharam nas redes sociais, como uma forma de mostrar a situação a que os supermercados chegaram.

Segundo noticiou o The Guardian, vários consumidores encontraram cenouras falsas na cidade de Fakenham, cartões com imagens de espargos em Londres, fotografias de laranjas e uvas em Milton Keynes e detergentes em 2D em Cambridge.

Depois da escassez combustível, o Reino Unido enfrenta agora uma crise de bens alimentares. Esta é uma consequência do Brexit em que os motoristas da União Europeia (UE) só podiam fazer duas entregas no prazo de sete dias após a chegada ao Reino Unido. No entanto, face à escassez nos supermercados britânicos, o Governo liderado por Boris Johnson divulgou no dia 15 de outubro a suspensão temporária das regras sobre o número de entregas de mercadorias que os camionistas estrangeiros podem fazer no Reino Unido de forma a atenuar o impacto da escassez de profissionais no país pós-Brexit. 

Ver comentários