Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Supremo dos EUA anula direito ao aborto

Mulheres deixam de ter garantia à interrupção da gravidez. 
24 de Junho de 2022 às 15:21
Supremo Tribunal dos EUA
Supremo Tribunal dos EUA FOTO: Getty Images
O Supremo Tribunal dos Estados Unidos da América reverteu esta sexta-feira um direito constitucional ao direito ao aborto. As mulheres deixam assim de ter garantia à interrupção da gravidez. 

A lei que reconhecia o direito constitucional de uma mulher abortar de forma legal a nível nacional desde 1973, deixa desta forma de estar em vigor. A decisão foi tomada pela maioria de juízes conservadores do Supremo. 

"A Constituição não confere o direito ao aborto: Roe e Casey estão anulados; e a autoridade para regular o aborto é devolvida ao povo e aos seus representantes eleitos", refere o tribunal. 

Esta decisão não torna ilegais as interrupções da gravidez, mas devolve ao país a situação vigente antes do emblemático julgamento, quando cada Estado era livre para autorizar ou para proibir tal procedimento.


Em atualização
EUA questões sociais
Ver comentários
}