Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Talibãs já entraram em Cabul e governo do Afeganistão negoceia transferência de poder

"Entraram por todos os lados", anuncia ministério do Interior afegão.
Correio da Manhã 15 de Agosto de 2021 às 08:58
A carregar o vídeo ...
"Ghani viu que a situação estava perdida e não quis esperar": Editor do Mundo no CM explica situação no Afeganistão
Os talibãs já entraram em Cabul, a única grande cidade que ainda estava a ser controlada pelo governo afegão. O anúncio foi feito esta manhã pelo ministério do Interior afegão que revelou que os talibãs começaram a entrar "por todos os lados". 

De acordo com a agência de notícias russa Sputnik, os talibãs tomaram o controlo da Universidade de Cabul e ergueram a sua bandeira num dos distritos metropolitanos próximos à universidade. Por sua vez, o palácio presidencial afegão dirigiu-se aos cidadãos no Twitter e garantiu que a situação está sob controlo apesar dos tiroteios ouvidos.

De acordo com um porta-voz dos talibãs, estes receberam ordens para permanecerem às portas de Cabul e não entrar na capital afegã apesar de os insurgentes terem sido já avistados por residentes em subúrbios distantes.

"O Emirado Islâmico ordena a todas as suas forças que esperem às portas de Cabul, que não tentem entrar na cidade", disse no Twitter Zabihullah Mujahid, um porta-voz dos talibãs.

"Há combatentes talibãs armados na nossa vizinhança, mas não há combates", disse à AFP um residente de um subúrbio oriental da capital.

O governo afegão prepara-se agora para uma transferência pacífica de poder de Cabul com os talibãs, avançou este domingo o ministro do interior afegão Abdul Sattar Mirzakwal. Um porta-voz dos talibãs disseram ao canal de notícias Al-Jazeera que o movimento extremista islâmico "espera uma rendição pacífica da cidade de Cabul".

Ao início da manhã, os talibãs tomaram a cidade afegã oriental de Jalalabad, deixando apenas Cabul, a capital, por tomar. Os Estados Unidos já iniciaram a evacuação da embaixada na capital afegã, avançou a agência Reuters e Associated Press. 

"Acordámos esta manhã com as bandeiras brancas dos talibãs por toda a cidade. Eles estão na cidade. Eles entraram sem lutar", disse Ahmad Wali, residente em Jalalabad, à agência de notícias France-Presse (AFP).

O movimento extremista islâmico também reivindicou a conquista da cidade. "Há momentos, os mujahidines entraram em Jalalabad, a capital da província de Nangarhar. Todas as áreas estão agora sob o seu controlo", disse Zabihullah Mujahid, um dos seus porta-vozes.


Retirada de diplomatas da capital afegã

Os Estados Unidos começaram a levar as pessoas para um local seguro de helicóptero poucas horas após a queda de Jalalabad. SUVs blindados de diplomatas também foram vistos a deixar a área da embaixada. Dois militares americanos confirmaram à agência de notícias AP que antes da retirada foram destruídos documentos confidenciais para que estes não caíssem nas mãos dos talibãs. 

Também a Alemanha planeia a retirada de diplomatas e organizações humanitárias alemãs "o mais rápido possível", segundo avança o Der Spiegel.

Afeganistão guerra talibãs
Ver comentários