Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Talibãs reforçam avanço sobre capital do Afeganistão

Um dia depois da conquista de Herat e Kandahar, radicais tomaram quatro outras capitais de distrito.
Francisco J. Gonçalves 14 de Agosto de 2021 às 09:05
Milhares tentam fugir da guerra passando a fronteira para o Paquistão
Milhares tentam fugir da guerra passando a fronteira para o Paquistão FOTO: Reuters/Direitos reservados
Os radicais talibã deram esta sexta-feira mais um passo para a recuperação do poder no Afeganistão ao conquistarem outras quatro capitais provinciais. Um dia depois de tomarem Kandahar e Herat, a segunda e terceira maiores cidades afegãs, esta sexta-feira tomaram Laskhar Gah, Qalat, Tirinkot e Firuzkoh.

A queda de Herat e Kandahar foi particularmente simbólica. Além de serem as duas maiores cidades afegãs depois de Cabul, a segunda era o centro de poder dos radicais.
Em 2001 foi a última grande cidade a cair para a Aliança do Norte, apoiada pelas tropas da coligação internacional liderada pelos EUA, pelo que a sua reconquista tem grande valor simbólico e de mobilização. Depois dessa conquista, o avanço talibã parece destinado a só terminar com a queda de Cabul e o regresso ao poder.

Recorde-se que uma estimativa da espionagem dos EUA indicava na quinta-feira que a capital pode cair em três meses. Contudo, tendo em conta a multiplicação de conquistas dos últimos dias, isso poderá acontecer ainda mais cedo.

Ao fim da tarde desta sexta-feira, a capital da província de Logar parecia ser a próxima presa. De acordo com fontes locais, os radicais estavam já dentro de Puli Alam, travando combates com as tropas governamentais junto ao quartel central da polícia e a outros edifícios oficiais.

Das principais cidades, o governo detém somente Cabul, Mazar-e-Sharif, no norte do país, e Jalalabad, junto da fronteira paquistanesa, no leste.

Os EUA mantêm inalterados os planos de retirada e esta sexta-feira começaram a enviar tropas mas para ajudarem a saída segura dos diplomatas ainda no país.

A escalada da guerra civil fez já mais de cinco milhões de refugiados internos e cresce igualmente a pressão junto da fronteira com o Paquistão.

Saiba mais
1996
Ano em que os radicais talibã declararam a criação do Emirado Islâmico do Afeganistão, após a queda de Cabul.

Vitória da Aliança do Norte
O poder dos talibãs terminou em dezembro de 2001, quando a Aliança do Norte conquistou Kandahar, berço dos radicais.

Presidente de Kandahar
Numa inversão irónica do destino, o primeiro presidente democraticamente eleito do Afeganistão (em 2004) foi Hamid Karzai, nascido em Kandahar.
Ver comentários