Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Talibãs vão adotar temporariamente Constituição afegã datada da monarquia

Elementos desse texto contrários à interpretação da 'sharia' (lei islâmica) serão excluídos.
Lusa 28 de Setembro de 2021 às 15:51
Afeganistão
Afeganistão FOTO: Reuters
Os talibãs anunciaram, esta terça-feira, que vão adotar temporariamente uma Constituição datada de 1964, que concedia às mulheres o direito de voto no Afeganistão, mas excluindo os elementos desse texto contrários à sua interpretação da 'sharia' (lei islâmica).

A lei fundamental de 1964, elaborada por iniciativa do rei Mohammed Zaher Shah um ano após a sua subida ao poder, consagrou uma monarquia constitucional até este ser deposto, em 1973, e ajudou a promover a participação das mulheres na vida política.

"O Emirado Islâmico adotará a Constituição da época do antigo rei Mohammed Zaher Shah por um período temporário", anunciou em comunicado o ministro da Justiça talibã, Mawlavi Abdul Hakim Sharaee.

Afeganistão Mohammed Zaher Shah política política
Ver comentários