Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Tempestade Ana enfraquece, mas mantém-se risco de inundações em Moçambique

Risco de vento forte e chuva intensa mantém-se no centro e norte de Moçambique.
Lusa 25 de Janeiro de 2022 às 07:15
Mau tempo faz estragos em Moçambique
Mau tempo faz estragos em Moçambique FOTO: Getty Images
A tempestade tropical Ana, que na segunda-feira atingiu o norte de Moçambique, enfraqueceu e transformou-se numa depressão, mas o perigo de inundações mantém-se, anunciou o centro meteorológico francês da ilha de Reunião.

"A depressão Ana continua a atravessar Moçambique e está agora perto do sul do Maláui, a pouco mais de 200 quilómetros a noroeste de Quelimane", capital da província da Zambézia.

A depressão "move-se para oeste, enquanto enfraquece", refere-se no mais recente boletim sobre riscos ciclónicos na bacia sudoeste do Índico, emitido várias vezes por dia por aquele centro.

No entanto, o risco de vento forte e chuva intensa mantém-se no centro e norte de Moçambique, alertou.

A tempestade está a deixar um rasto de destruição, depois de ter provocado pelo menos duas mortes, quando mãe e filha foram arrastadas pela subida das águas do rio Licungo em Mocuba, Zambézia.

Há ainda a registar 49 feridos por entre queda de casas, escolas, unidades de saúde e outras infraestruturas, cenário que afeta sobretudo as zonas ribeirinhas dos grandes rios, assim como a costa da província nortenha de Nampula, segundo o Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD).

Por seu lado, o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) alerta para a elevada proporção de mulheres grávidas e em idade reprodutiva entre a população afetada - reflexo da estrutura demográfica do país.

Face a um risco de haver 500.000 pessoas afetadas no pior cenário da intempérie (que parece afastado pelas previsões), 120.000 seriam mulheres em idade reprodutiva e 14.000 grávidas.

Na atual época de tempestades, sem contar com o impacto da tempestade Ana, pelo menos 14 pessoas morreram e outras 53.269 foram afetadas por desastres naturais, segundo o mais recente relatório do INGD. 

Ana Moçambique Reunião Zambézia INGD acidentes e desastres meteorologia alertas inundações
Ver comentários