Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Tempestade solar deverá atingir hoje a Terra após abertura de buraco no Sol

Fenómeno pode provocar falhas na rede elétrica, interromper satélites e interferir nas migrações de animais.
Correio da Manhã 3 de Agosto de 2022 às 12:52
Sol
Sol FOTO: Getty Images

Uma tempestade solar pode atingir o campo magnético da Terra esta quarta-feira após uma fuga de material gasoso de um buraco no Sol. A libertação destes gases, combinados com o fluxo de ventos solares, pode provocar uma tempestade geomagnética.

De acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA, estas tempestades podem provocar falhas na rede elétrica, interromper satélites e interferir nas migrações de animais. No entanto, a tempestade desta quarta-feira deverá ser fraca, com pequenas flutuações, com uma intensidade de G1, em que este é o menor valor e G5 é o extremo.

Estes buracos são partes mais frias e menos densas do Sol que provocam a fuga de ventos solares para o espaço. Os detritos são depois absorvidos pelos planetas com campos magnéticos fortes, como é o caso do planeta Terra.

No entanto, as tempestades geomagnéticas podem também provocar fenómenos como as auroras boreais, quando o campo magnético da Terra é comprimido por ondas de partículas energéticas que vão rompendo moléculas atmosféricas ao longo das linhas do campo magnético próximo dos pólos. A energia é depois libertada como luz para originar as auroras boreais.

Com o Sol a aproximar-se do pico de atividade de ciclo solar de 11 anos, as erupções solares estão a tornar-se mais intensas e extremas.

"Os eventos solares continuarão a aumentar à medida que nos aproximamos do máximo solar em 2025, e as nossas vidas e tecnologia na Terra, assim como satélites e astronautas no espaço, serão impactadas", alertou já a NASA.

Sol Terra Sistema Solar ciência e tecnologia tempestade solar astronomia campo magnético
Ver comentários