Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

UE mantém "presença mínima" em Cabul mas não reconhece governo talibã

Ministros dos Assuntos Europeus da União reuniram-se esta terça-feira em Bruxelas.
Lusa 21 de Setembro de 2021 às 11:31
Talibãs no Afeganistão
Talibãs no Afeganistão FOTO: Reuters
Os ministros da União Europeia (UE) decidiram esta terça-feira manter uma "presença mínima" em Cabul, dependente da situação de segurança, para facilitar a mobilização de ajuda humanitária, mas rejeitaram conferir "qualquer legitimidade" ao novo governo afegão liderado pelos talibã.

Na reunião presencial realizada esta terça-feira em Bruxelas, os ministros dos Assuntos Europeus da União aprovaram "conclusões sobre o Afeganistão em que sublinham o empenho da UE na paz e estabilidade no país e no apoio ao povo afegão", informa o Conselho em comunicado.

Em concreto, ficou assente que "o envolvimento operacional da UE e dos seus Estados-membros será cuidadosamente calibrado em função da política e ações do gabinete de gestão nomeado pelos talibã, não lhe conferirá qualquer legitimidade e será avaliado em relação aos cinco pontos de referência", de acordo com a nota.

UE Cabul União Europeia talibã distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários