Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

"Uma dívida de gratidão": As reações à morte do Príncipe Filipe

Duque de Edimburgo morreu esta sexta-feira, aos 99 anos.
Correio da Manhã e Lusa 9 de Abril de 2021 às 17:55
Príncipe Filipe, duque de Edimburgo
Príncipe Filipe e rainha Isabel II: imagens de um casamento de sete décadas
Príncipe Filipe
O príncipe Filipe com a mulher, a rainha Isabel II
Príncipe Filipe, duque de Edimburgo
Príncipe Filipe e rainha Isabel II: imagens de um casamento de sete décadas
Príncipe Filipe
O príncipe Filipe com a mulher, a rainha Isabel II
Príncipe Filipe, duque de Edimburgo
Príncipe Filipe e rainha Isabel II: imagens de um casamento de sete décadas
Príncipe Filipe
O príncipe Filipe com a mulher, a rainha Isabel II

O príncipe Filipe, duque de Edimburgo e marido da Rainha Isabel II, morreu esta sexta-feira, aos 99 anos, no Castelo de Windsor, em Inglaterra. Nas últimas horas, foram já muitas as condolências e homenagens prestadas por parte de várias figuras públicas e políticas.

"É com enorme pesar que Sua majestade a Rainha anuncia a morte do seu amado marido, Sua Alteza Real o príncipe Filipe, Duque de Edimburgo. Sua Alteza faleceu pacificamente esta manhã, no Castelo de Windsor. Outros anúncios [relativos às cerimónias fúnebres] serão feitos em tempo oportuno. A Família real junta-se a todo o mundo no luto a esta perda", pode ler-se no documento divulgado esta sexta-feira de manhã pelo Palácio de Buckingham.

Boris Johnson: "Ajudou a guiar a família real e a monarquia"
O primeiro-ministro e o líder da oposição britânicos, Boris Johnson e Keir Starmer, homenagearam o príncipe Filipe e destacaram a sua dedicação à Rainha e à monarquia.

"Adotou uma ética de serviço que aplicou ao longo das mudanças sem precedentes do pós-guerra. Ajudou a guiar a Família Real e a monarquia", afirmou Johnson, numa declaração no exterior da residência oficial em Downing Street.

Do seu heroísmo durante a Segunda Guerra Mundial, à consciência ambiental "antes de ser moda", passando pela criação de um popular programa de atividades dirigido aos jovens, o primeiro-ministro recordou também o apoio constante ao longo de mais de 70 anos de casamento à monarca britânica.

Teresa May: "Uma dívida de gratidão"
Também Theresa May, antiga primeira-ministra do Reino Unido, prestou a sua homenagem ao Duque de Edimburgo, com uma publicação no Twitter.
 
"Todos os meus pensamentos e orações estão hoje com Sua Majestade e toda a Família Real na perda de um marido, pai, avô e bisavô dedicado. A nação e toda a Comunidade devem ao Príncipe Filipe uma dívida de gratidão por uma vida distinta de serviço à Rainha, ao nosso país e a tantos em todo o mundo", pode ler-se.


All my thoughts and prayers are with Her Majesty and the whole Royal Family today on the loss of a devoted husband, father, grandfather & great grandfather (1/2)

— Theresa May (@theresa_may) April 9, 2021

"Profundamente entristecido"
O Palácio Real belga disse estar "profundamente entristecido" pela morte do duque de Edimburgo, tendo publicado uma homenagem com fotografias da Família Real com o príncipe. 

"Profundamente entristecido pelo falecimento de Sua Alteza Real. Expressamos as nossas profundas condolências à Sua Majestade, à Rainha, à família real britânica e ao povo do Reino Unido", pode ler-se na publicação do Twitter. 


Deeply saddened by the passing away of His Royal Highness The Prince Philip, Duke of Edinburgh. We wish to express our deepest condolences to Her Majesty The Queen, the British Royal Family and the people of the United Kingdom. °Philippe and Mathilde pic.twitter.com/Y7WKzNX6bK

— Belgian Royal Palace (@MonarchieBe) April 9, 2021

"Viu o nosso mundo mudar dramática e repetidamente"
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e a primeira-dama Jill Biden divulgaram um comunicado sobre a morte do marido da rainha Isabel II.

"Em nome de todo o povo dos Estados Unidos, enviamos as nossas mais profundas condolências à Sua Majestade, Rainha Elizabeth II, a toda a Família Real e a todo o povo do Reino Unido pela morte de Sua Alteza Real, o Duque de Edimburgo", pode ler-se.

"Ao longo da sua vida, viu o nosso mundo mudar dramática e repetidamente. Desde o serviço que prestou durante a Segunda Guerra Mundial, aos 73 anos ao lado da Rainha, e toda a sua vida aos olhos do público, o príncipe Filipe dedicou-se de bom grado ao povo do Reino Unido, à comunidade e à sua família".

"A Jill e eu manteremos a rainha e os filhos, netos e bisnetos do príncipe Filipe nos nossos corações", pode ainda ler-se.

Marcelo envia condolências à Rainha
O Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou também esta sexta-feira uma mensagem de condolências à Rainha de Inglaterra Isabel II.

"Foi com profunda consternação e sincero pesar que tomei conhecimento do falecimento de Sua Alteza Real o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, marido de Vossa Majestade", pode ler-se uma nota no site da Presidência da República.

"O chefe de Estado apresenta à Rainha e à família real, em seu nome e do povo português, "sinceros pêsames", bem como os seus "profundos sentimentos pela incomensurável perda sofrida".

"Homem de grande propósito e convicção"
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, descreveu, na rede social Twitter, o príncipe como um "homem de grande propósito e convicção".

"Um homem de grande propósito e convicção, que foi motivado por um senso de dever para com os outros, o Príncipe Philip contribuiu muito para o tecido social de nosso país - e do mundo", escreveu. 

Prince Philip will be remembered as a decorated naval officer, a dedicated philanthropist, and a constant in the life of Queen Elizabeth II. The thoughts of all Canadians are with her and the entire Royal Family as they mourn this significant loss. https://t.co/fgw9jyTM20

— Justin Trudeau (@JustinTrudeau) April 9, 2021

José Mourinho: "Tenho um profundo, profundo e extremo respeito pela Família Real"
De acordo com o jornal britânico The Guardian, também o treinador português José Mourinho, interrompeu uma conferência de imprensa para prestar uma homenagem ao Duque de Edimburgo. O treinador de futebol do Tottenham estava a dar uma entrevista coletiva, quando foi divulgada a notícia sobre a morte do príncipe. 


"Tenho um profundo, profundo e extremo respeito pela família real, por isso as minhas mais profundas condolências. Acredito que não é apenas este país que vai compartilhar estes sentimentos", disse Mourinho.


O marido da Rainha Isabel II, que iria completar 100 anos a 10 de junho, tinha saído recentemente do hospital, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica devido a problemas cardíacos.  

O príncipe Filipe nasceu em Corfu em 1921 com o título de príncipe da Grécia e Dinamarca, mas foi como príncipe consorte da Rainha Isabel II que viveu a maior parte da sua vida.

Ver comentários