Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Cada um de nós deve atuar de forma a reduzir o risco de propagação da doença.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 17 de Setembro de 2021 às 00:32
Eis a mensagem essencial que saiu do Infarmed. A pandemia está controlada, mas ainda não acabou.

Neste momento, o grande risco é o excesso de confiança coletivo, perigoso sobretudo porque não se conhece totalmente a evolução do vírus, e porque em grande parte do Mundo a vacinação está bem longe de atingir níveis sequer razoáveis.

Cada um de nós deve atuar de forma a reduzir o risco de propagação da doença.

É certo que se impõe a urgência de colocar um ponto final nas decisões excessivas e irracionais com que muitas vezes se combateu o vírus.

Mas o regresso à normalidade, que urge e se aplaude, não pode ser sinónimo de inconsciência.

Até porque a campanha de vacinação antigripe já não contará com o vice-almirante.

E a gripe, dizem os médicos, é o grande perigo que aí vem.
Postal Infarmed questões sociais saúde
Ver comentários