Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

O bom senso de Marcelo lança um fortíssimo repto ao PSD e ao CDS.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 5 de Novembro de 2021 às 00:33
Prevaleceu o bom senso. Marcelo esteve bem no início da crise, ao anunciar com clareza que, se o Orçamento chumbasse, o Parlamento seria dissolvido. A clareza nem sempre é uma arma política entre nós, pelo que utilizar palavras claras foi um bom serviço à democracia, prestado pelo chefe do Estado.

Marcelo volta agora a merecer elogios, ao marcar eleições para uma data suficientemente próxima, mas que dá tempo a que todos os partidos se organizem. O dia 30 de janeiro é sensato e razoável.

O bom senso de Marcelo lança um fortíssimo repto ao PSD e ao CDS. Os atuais líderes dos maiores partidos da direita deveriam aproveitar esta segunda oportunidade que lhes é dada por Belém para evitarem a deriva absurda de não quererem clarificar as lideranças internas.

Saibam Rio e ‘Chicão’ estar à altura deste desafio.
Parlamento Marcelo política eleiçõs partidos
Ver comentários