Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Crimes que estão em causa na acusação a elementos da GNR de Odemira dificilmente deixam de causar uma comoção nacional.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 18 de Dezembro de 2021 às 00:33
Os crimes que estão em causa na acusação a elementos da GNR de Odemira dificilmente deixam de causar uma comoção nacional. Urge uma ação decidida da Justiça para punir culpados. Só assim se poderá separar o trigo do joio e salvaguardar a própria GNR.

Torturar, humilhar e achincalhar cidadãos em situação de vulnerabilidade são violações grosseiras dos direitos humanos que envergonham qualquer pessoa.
Tudo isto acontecer a coberto da farda da autoridade agrava ainda mais a náusea que nos revolve a consciência ao vermos as imagens em que os próprios acusados terão querido perpetuar o seu gozo monstruoso.

Urge, porém, esclarecer a reincidência. Cinco outros militares tinham sido condenados num processo anterior. O que terá falhado no interior da GNR ao nível da repressão e da prevenção, e que proporcionou a repetição de atos horrorosos?
Postal GNR Odemira Justiça crime lei e justiça política questões sociais
Ver comentários