Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Acácio Pereira

A escolha do general

O general Botelho Miguel tem agora dois caminhos.

Acácio Pereira 28 de Dezembro de 2020 às 00:30
Sem estar em causa a pessoa de Luís Botelho Miguel, o sindicato que representa os inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras já afirmou que a nomeação de um general para Diretor Nacional do SEF é um péssimo sinal político. Perante a necessidade de reestruturar e reforçar o mais civilista serviço de segurança e polícia de imigração de Portugal, o Governo fugiu para a frente. É uma decisão que não faz justiça à visão de Estado de ministros da Administração Interna como Ângelo Correia ou Rui Pereira, ou da Presidência, como Nuno Morais Sarmento.

É uma decisão que desconsidera um serviço cuja especialização e competência na defesa da segurança de Portugal e dos países da União Europeia são internacionalmente elogiadas. É uma decisão que não faz jus à dimensão humanista e civilista de um diretor Nacional como Manuel Jarmela Palos, cujo legado foi lembrado em todos os quadrantes políticos nestes dias difíceis.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes