Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Acácio Pereira

Proibido saltar etapas

SEF contribuiu para um Portugal mais seguro e para uma receção condigna aos imigrantes.

Acácio Pereira 15 de Novembro de 2021 às 00:30
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma” – Padre António Vieira. Não ocorre melhor citação para descrever a pretensa extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – SEF.

Os seus inspetores fizeram aquilo para que foram treinados e juraram cumprir, tendo sido em geral os melhores da sua área na União Europeia, cumprindo boas práticas e imprimindo humanismo, tanto às suas missões de segurança, como às de proteção de vítimas do tráfico de seres humanos.



SEF autoridades imigrantes fiscalização Presidente da República portugal União Europeia
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas