Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

António Sousa Homem

Genealogia

Obituários antigos transcrevem aquilo que foi uma vida inteira.

António Sousa Homem 13 de Junho de 2021 às 00:30
A Dr.ª Celina, a nossa bibliotecária de Caminha, esteve cá no sábado passado e deixou-me um maço de fotocópias de velhas necrologias que lhe tinham finalmente chegado – eram recortes antigos, retirados de jornais que, ou já não existem, ou circulam para nos lembrar que a Internet não devorou tudo o que se escreve. Tudo começou quando topei com uma biografia de José António Guerreiro, conhecido como "o liberal de Lanhelas". É preciso dizer-se que S. Martinho de Lanhelas é um estandarte de beleza, encaixado na serra, entre o rio e as colinas do Alto Minho, e que José António Guerreiro (ocupar-me-ei do livro noutra crónica, assim que o tiver folheado até ao fim) foi deputado às Cortes do liberalismo, orador, amigo do Duque de Palmela – e morreu novo, no ano da Convenção de Évora Monte. Estava do lado dos vencedores, mas ferido de morte pelos acidentes da guerra civil. O autor do livro é outro estandarte do Alto Minho, por ter raízes em Monção e um pouco por toda a província – José António Barreto Nunes é irmão do Dr. Henrique Barreto Nunes, o meu bibliotecário de Braga, a quem devo tantos momentos de leitura e de satisfação daquela curiosidade que vem do conhecimento de papéis velhos que já ninguém lê.

Foi para saber qual dos Homem se teria cruzado com José António Guerreiro, "o liberal de Lanhelas", que recorri à Drª Celina. A genealogia da nossa família é um fantasma coberto de poeira e só vive, realmente, nas necrologias – o velho Doutor Homem, meu pai, apreciava genealogias porque lhe davam gosto certos momentos de maledicência. Se lhe aparecia um capitão-mor da Paraíba, uma senhora de Darque, uma ruína de Montedor ou um casarão de Santa Cristina de Malta, dedicava-se ao assunto durante duas tardes do seu Verão de Ponte de Lima, compenetrado e convencido de que estava a tomar notas para um obituário do ‘Telegraph’.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes