Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Assunção Cristas

Celebrar o Dia da Mulher

Estamos longe de termos homens e mulheres a viver lado a lado com os mesmos direitos.

Assunção Cristas 2 de Março de 2017 às 00:30
Sonho com o dia em que não será preciso comemorar o Dia da Mulher. A humanidade terá atingido um patamar de equilíbrio e de respeito recíproco que tudo o que hoje justifica a celebração do Dia da Mulher será pura história.

Mas não tenho ilusões. Não será para o meu tempo. Talvez seja para o das minhas filhas e dos meus filhos. Certezas tenho poucas, talvez apenas uma: a de que ainda estamos muito longe de termos homens e mulheres a viver lado a lado com o mesmo reconhecimento e os mesmos direitos – efetivos, porque na lei eles existem.

A trabalho igual, salário igual, diz a lei, mas os dados mostram que as mulheres ganham menos do que os homens, embora muitas vezes sejam até mais qualificadas. Todos têm as mesmas oportunidades, diz a lei, mas na prática as mulheres têm muita dificuldade em chegar ao topo das organizações. Por exemplo, as empresas cotadas em bolsa só têm 12% de mulheres nas suas administrações.

A responsabilidade parental tanto pertence à mulher quanto ao homem, diz a lei, mas sabemos que a responsabilidade diária de criar os filhos, de lhes dedicar tempo, de tratar da casa é assumida maioritariamente pelas mulheres, que trabalham em média mais 3 horas por dia nos afazeres domésticos do que os homens.

Tenho duas filhas e dois filhos e a pensar neles e em todos os rapazes e raparigas sou defensora convicta da paridade entre homens e mulheres. Hoje precisamos de quotas para defender as mulheres. Se um dia precisarmos delas para defender os homens, eu lá estarei.

Cortes do Governo e desinteresse da Câmara
1. Alta de Lisboa, escola EB 2/3 (do 5º ao 9º ano): 30 anos sem obras, profundamente degradada. É responsabilidade direta do Governo, que cortou 10% no investimento público para valores nunca vistos e mantém a despesa congelada com cativações. É sinal de desinteresse e falta de capacidade da ação da Câmara, que deve ser advogada tenaz das necessidades do seu concelho junto do poder central e usar todos os recursos que tem para acorrer a situações de urgência.

2. Escola Básica Arquiteto Victor Palla: é responsabilidade direta da Câmara, que tem dois pesos e duas medidas. As obras de embelezamento das zonas ‘nobres’ da cidade andam rápido, as obras que fazem diferença no dia a dia das pessoas, mas não ‘enchem o olho’, arrastam-se no tempo. Como os bairros sociais, as escolas degradadas são mais um exemplo da Lisboa esquecida pela Câmara. É tudo uma questão de prioridades.

----- 

Positivo: Vanessa Fernandes está de volta!
Vanessa Fernandes anunciou que está de volta ao triatlo e quer bater-se para representar Portugal nos jogos olímpicos de Tóquio, em 2020.

Sublinho a coragem de assumir este objetivo e a serenidade com que o fez. Está de parabéns por este recomeço. Não sabemos como correrá, mas já estamos todos a torcer e a acreditar que com trabalho, determinação e tranquilidade tudo está ao seu alcance. Força!

Negativo: Derrocada em Lisboa: não há responsáveis?
Uma derrocada de terras em Lisboa desalojou 49 pessoas. De acordo com os moradores, a Câmara Municipal de Lisboa foi várias vezes alertada para o risco de derrocada e nada aconteceu. No dia, atuou a proteção civil, como era devido, mas não se ouviu mais nada. Foi feito tudo o que era exigido para evitar esta situação? Foi inesperada e surpreendente? Estranho o silêncio. O CDS levantará estas e outras questões junto da CML.

Gosto: Queijo da Serra: Portugal no seu melhor!
O queijo da serra é um dos nossos produtos estrela. Este fim de semana provei-o no coração da serra, nas feiras de Celorico da Beira e de Gouveia, e atestei o empenho de tantos homens e mulheres que, do pastoreio das ovelhas ao labor da confeção, nos continuam a brindar com a excelência. Terminei a tarde em Manteigas, convicta de que uma paisagem maravilhosa e produtos de exceção são aliança vencedora.
Ver comentários