Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Bruno Figueiredo

A luta continua!

Reivindicamos um subsídio de risco, rigor e vencimento adequado.

Bruno Figueiredo 14 de Novembro de 2016 às 00:30
No passado dia 11, reuniu-se a Assembleia-Geral da ASF-ASAE. A afluência foi massiva e o salão encheu- -se para acolher os associados que disseram ‘Presente’. Sobre a mesa, a discussão da greve ao trabalho suplementar que já vigora desde 2007 e do estatuto de carreira que está a ser negociado com a tutela.

Os associados deram a resposta exigida a quem de direito, no respeito pelos valores da democracia e da pluralidade, da união e da solidariedade. A greve seguirá para o seu décimo ano de vigência, com 75% de votos a favor e apenas 6% contra! Ao Sr. Inspetor-Geral da ASAE, cuja demissão já havíamos pedido em novembro do ano passado, resta-nos dizer que (lhe) iremos continuar a sobreviver!

À tutela foi deixado um alerta: mais do que um organismo de inspeção do Estado, a ASAE é Autoridade e Órgão de Polícia Criminal! É essa premissa que deve balizar o estatuto de carreira. Reivindicamos um subsídio de risco, um regulamento de horário adequado, transparência e rigor nos ingressos, a integração de todos os inspetores numa carreira única, um vencimento adequado ao nível de responsabilidades. De tudo isso depende a pacificação do organismo. Após longas batalhas, exigimos paz.
ASAE Autoridade educação política
Ver comentários