Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Carlos Barbosa da Cruz

O filho pródigo

Francisco Conceição fez bem em sair e largar a subalternidade a que estava condenado.

Carlos Barbosa da Cruz 18 de Julho de 2022 às 00:30
Compreendo o racional da saída de Francisco Conceição para o Ajax. Numa equipa de futebol, ser filho do treinador deve ser dos estatutos mais incómodos, sempre sujeito à dúvida permanente do favoritismo. Depois, estamos perante um jogador com um grau de utilização baixo, frequentemente usado quando a equipa estava em dificuldades, com a carga acrescida de ter de virar o resultado.



Francisco Conceição Ajax desporto futebol
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas