Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Repetiram-se agora as imagens de filas intermináveis para entrar no País.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 14 de Junho de 2022 às 00:32
O que começou por ser um erro dos sindicatos tornou-se num sério problema para o País. Certa tarde de domingo, o aeroporto bloqueou por causa de um plenário sindical. Não podia haver pior ‘timing’. Os efeitos de choque provocados pelas fotos e pelos vídeos que mostraram o caos a todo o Mundo foram de tal ordem que apareceu um plano de contingência, envolvendo a própria PSP. Mas já era tarde. Repetiram-se agora as imagens de filas intermináveis para entrar no País.

São deprimentes e prejudicam a nossa economia. A ideia de que vir a Portugal implica horas de espera na fronteira afasta muitos turistas e acentuará a grave crise económica que se aproxima. Ao contrário da saúde, aqui o problema resume-se a planeamento, escalas e disciplina. A única forma de o SEF provar que não deve ser extinto é encontrar a receita para acabar com a crise nas fronteiras.
Mundo Postal País PSP economia negócios e finanças