Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

Demasiados alertas amarelos

Os meteorologistas enchem os ecrãs com alertas amarelos que não se cumprem. A população goza e já não liga. E se um dia forem verdadeiros?

Eduardo Cintra Torres 25 de Novembro de 2016 às 01:45
O instituto meteorológico nacional (IPMA) vai-se tornando motivo de risota em todo o país: os seus alertas, divulgados na televisão, raro se confirmam. Os alertas vermelhos não chegam a laranja, os laranjas a amarelo, e os amarelos - são dias de praia.

O IPMA prefere exagerar para os meteorologistas aparecerem na TV? Ou porque, se falhasse no sentido inverso, seria responsabilizado? E se já ninguém acreditar nos alertas? Não deveria também ser responsabilizado por ter exagerado nos laranjas e amarelos?

O novo papa do comentariado, Marques Mendes, "anunciou" domingo que os administradores da CGD lá farão o favor ao país de entregar as declarações de património. A proclamação do papa ao país fora anunciada às seis pela SIC Notícias em rodapé.

O PS leu esse rodapé na SIC Notícias e meia hora depois inventava um "aviso" à CGD através do Observador: ou vai ou racha. Só que a CGD já dissera dois dias antes às Finanças que o faria. A mentira do PS foi para ver se saía bem do escândalo que criou.

Trump ganhou? Os media surdos e cegos que apoiaram Hillary Clinton a todo o custo limpam agora as mãos: a culpa foi das notícias falsas no Facebook! Chegam a pedir censura às redes sociais. Falta-lhes humildade, mais estudo e mais atenção à realidade.

Uma equipa da BBC tentou entrevistar uma candidata independente em eleições locais chinesas. Ao chegar à casa dela, polícias à paisana impediram à bruta a conversa. O Partido Comunista Chinês permite candidatos independentes, mas só se gostar deles.



Fidelíssima
Está feliz a RTP com a audiência  do ‘Preço Certo’ nestas semanas. Na verdade, o programa costuma recuperar nesta época do ano, quando o sol se deita às seis e o povo rural regressa mais cedo a casa. A audiência aumentou depois de mudar a hora. E como as novelas vão perdendo público, o programa sobe ao topo dos mais vistos - com a audiência fidelíssima semelhante à dos invernos anteriores.

Angola
A reportagem da SIC ‘Um país rico com 20 milhões de pobres’ mostrou uma Angola de escravos e explorados por meia dúzia de famílias. Os angolanos e os portugueses mereciam este trabalho verdadeiro, que contradiz as alucinantes reportagens "turísticas" de uma Angola "sem problemas" que a TVI tem mostrado. A SIC cumpriu o papel de informação e de contraditório que cabe aos media.
Ver comentários