Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

Não é silly season, é o costume

Um jornalista britânico inventou a expressão em 1861 para as notícias ligeiras de verão. Por cá, a silly season é o ano todo, no verão só aquece.

Eduardo Cintra Torres 28 de Julho de 2017 às 00:30























Um dia teria de acontecer. Isto de mostrar a redacção por trás do apresentador para simular "transparência" do jornalismo é como deixar a porta de casa aberta: quem passa vê mais do que devia. E retira a atenção das notícias, como consegue o Emplastro.





























No afã de fazer séries a metro e dar trabalho aos amigos, a RTP meteu-se com produtoras que não pagam a actores de ‘Ministério do Tempo’. Agora diz que não é nada com ela. Pois não. É connosco, que pagamos a RTP, suas decisões e os ministérios todos.























Uma bailarina de canções pimbas em programa dominical da TVI ficou com o pipi à mostra – e o ‘caso’ foi logo notícia. Que triste ser o único "atractivo" deste programa, um lençol que cobre os nossos velhinhos enquanto fazem a merecida sesta da tarde.



































O uso do Twitter por Trump foi muito eficaz na campanha eleitoral. Depois de eleito, é um desastre. A mesquinhez das mensagens e do próprio uso duma rede social quando se está na posição de homem mais poderoso do mundo empurram-no para o abismo.

























O governo julgou que com propaganda em Pedrógão e a lei da rolha controlava os danos políticos dos incêndios. Enganou-se. Estão- lhe a sair caras a lista de mortos em segredo de justiça e a censura fascistóide. População e jornalismo não vergaram.

























O autarca de Alijó agradeceu aos jornalistas por "nos porem sempre em directo com Portugal" e disse que "valeu a pena", pois só assim "nos reforçaram os meios". Quer dizer, o governo só reforçou o combate ao fogo por causa dos danos da comunicação!

TENDÊNCIAS
SALÁRIOS A primeira divulgação oficial dos salários das estrelas da BBC chocou, mas logo os defensores do "serviço público" disseram que, em comparação, se "safavam". E comparando com os de cá? Se se dividir os salários das estrelas da BBC e RTP pelo número dos seus espectadores médios, obtendo um preço estrela/espectadores, descobre-se que os da RTP ganham dezenas de vezes mais do que os da BBC. 

ROSA Santana Lopes perdeu um processo contra jornalistas. O Supremo Tribunal defende agora o que sempre defendi: políticos e "conhecidos", não vos queixais de notícias sobre a vossa vida privada quando vós mesmos tudo fazeis para vos autopromover por tal meio. Não podeis andar atrás dos paparazzi e depois esperar que os jornalistas do cor-de-rosa não busquem o que escondeis.
Ver comentários