Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

RTP 2: boa programação estrangeira

Esforço da RTP 2 para fazer omeletes sem orçamento é louvável. Apresenta excelentes programas estrangeiros, mais baratos que os portugueses.

Eduardo Cintra Torres 15 de Abril de 2016 às 01:45
‘Tudo Menos Hollywood’ é o título radical, mas necessário, dum programa da RTP 2 com filmes fora da caixa norte-americana. Este mês, filmes italianos, como ‘O Caimão’ e ‘Minha Mãe’, de Nanni Moretti, e ‘A Aldeia de Cartão’, de Ermanno Olmi. Bom cinema.

Também na RTP 2 o maior génio de sempre, William Shakespeare, está presente em Abril com quatro peças gravadas no reconstruído teatro Globe, em Londres. Excelente programação da RTP 2. Só é de lamentar que não haja programas portugueses do mesmo nível.

"Sou de Gestão e Marketing, mas o que mais gosto de fazer é nada", disse uma das moças larocas concorrentes ao novo reality da TVI, ‘Love on Top’. Está no lugar certo, portanto. Só tem de se "apaixonar" e dar vazão à "paixão". O reality é chungoso.

‘E se Fosse Eu’, campanha da RTP de "sensibilização" para a situação dos refugiados, num país que quase não os acolhe, pede a "conhecidos" para dizerem o que levariam na mochila. Reduzir o drama dos refugiados ao conteúdo duma mochila é uma tristeza.

Depois de saneado na TVI 24, o fotógrafo Luiz Carvalho realiza agora ‘Fotobox’ na RTP 3. A fotografia, uma arte e uma prática comum de milhões de portugueses, merece atenção na televisão. O programa pode melhorar, mas já é um contributo único na TV.

As gralhas nos rodapés, resultado da ignorância, pressa, falta de verificação e incompetência, bem como da irracionalidade da reforma ortográfica, continuam a devassar todos os canais portugueses. No Facebook são um dos "conteúdos" mais vistos. Pudera!

Minimanif
Uma manif duma organização da CGTP que diz representar 350 mil pessoas reuniu em Lisboa menos de cem. Isto é, 0,02% dos que "representa". Na TV, os repórteres "protegem" amiúde estas iniciativas, fazendo planos que não mostram a real dimensão da multidão. Desta vez não foi possível. O PCP-CGTP deve andar a pensar que isto de apoiar o governo não lhe dá frutos.

Bolso
É o que dá quando o Bloco de Esquerda se põe a legislar. O aumento em 0,20€ da taxa da RTP para 4,2 milhões de consumidores de energia e a descida para 1€ para um milhão resulta nisto: se for mesmo um milhão a beneficiar da medida (a ver vamos), a RTP perde por ano quase dez milhões de euros de receitas. Ninguém fala do assunto. Quero ver a que bolso nos vêm depois buscar mais dinheiro para a RTP.
Ver comentários