Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Em ‘Die Hard 4’, John McClane (Bruce Willis), defronta Thomas Gabriel (Timothy Oliphant, ator parecido com CR7) durante um ciberataque que paralisa e assalta os EUA.

Francisco José Viegas 28 de Junho de 2017 às 00:30
Em ‘Die Hard 4’ (vamos manter-nos cá por baixo), John McClane (Bruce Willis), defronta Thomas Gabriel (Timothy Oliphant, ator parecido com CR7) durante um ciberataque que paralisa e assalta os EUA. É uma fábula. Porém, ontem, um vírus parecido com o WannaCry e derivado do Petya atacou plataformas informáticas em vários países europeus, com destaque para a Ucrânia, além da Alemanha ou da Inglaterra, e também nos EUA.

Para todos os sistemas informáticos, bem como para os serviços de vigilância, cada um de nós é apenas um ‘sinal perdido’ numa rede global – até ser encontrado. Acontece que todos somos encontrados mais tarde ou mais cedo.

Ou porque temos um número de segurança social, ou porque há cada vez mais imbecis a usar o Facebook, ou porque enviamos uma mensagem por telemóvel. Atacar um banco ou, daqui a uns anos, o sistema de navegação para tontos, conhecido por ‘automóveis sem condutor’, é cada vez mais fácil e começa por ser uma diversão.

Uma nova ordem do mundo está a nascer nos subterrâneos, provando – uma vez mais – que todas as utopias são perigosas.

Citação do dia
"Passos Coelho foi um kamikaze que espatifa o avião na descolagem"
José Diogo Quintela, ontem no CM 

Sugestão do dia
SÉCULO XIX - Júlio Dinis é o mais interessante retratista do nosso século XIX liberal, caciquista, farsante, esperançoso e pacóvio. ‘A Morgadinha dos Canaviais’, que a Guerra e Paz publica, é um exemplo fatal.
Francisco José Viegas opinião
Ver comentários