Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco Moita Flores

O rochedo

Isabel II viveu todas as revoluções com a placidez de uma deusa que vigia os mortais.

Francisco Moita Flores 11 de Setembro de 2022 às 00:30
Basta ver os noticiários de qualquer País para perceber o pesar que, por todo o Mundo, foi provocado pela morte de Isabel II. Monárquicos e republicanos não se cansam de lhe cantar louvaminhas na hora da despedida e, procurando um pouco mais fundo, neste luto, ninguém saberá responder que ações políticas, que reformas, que saltos culturais saíram do seu engenho.



País Isabel II questões sociais
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas