Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Joana Amaral Dias

Chiclet cliché

‘Vendeta’ é um filmaço de ação, às vezes até quase de horror, que pega no género “mulher violada vinga-se” e lhe dá o estatuto de manifesto feminista.

Joana Amaral Dias 19 de Agosto de 2018 às 00:30
‘Vendeta’ é um filmaço de ação, às vezes até quase de horror, que pega no género "mulher violada vinga-se" e lhe dá o estatuto de manifesto feminista. Mas a autora Coralie Fargeat não está interessada num realismo pobre, num qualquer retrato fiel ao quotidiano ou no comum que até pode denunciar, mas que pouco soluciona.

Através de uma estética Instagram cruza anos 70, da exigência absoluta que o espectador acredite no impossível, de menos diálogo e mais movimento - em suma, através do Cinema - propõe-se o acesso ao simbólico das relações homem-mulher, ao imaginário colectivo, à fantasia. E às soluções. Caricaturando os arquétipos da loura burra/ heroína semi-deusa ou os do homem violador, do gajo passivo e do sociopata perverso, ‘Vendeta’ abre esse portal do sub-consciente.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Coralie Fargeat Vendeta caçador Cinema Coralie Fargeat Os obomdafita@gmail.com Vendeta Ernest Junger política
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes