Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Joana Amaral Dias

A formiga e a cigarra

Passos e seus muchachos responderam no concreto, com o curso de Medicina do pai do PM.

Joana Amaral Dias 25 de Outubro de 2014 às 00:30

Também era pobre quando era pequeno? Perguntou uma menina a Passos Coelho numa escola no Luxemburgo. Que é como quem pergunta "há esperança?" ou "estou condenada a ser pobre ou remediada?", "Tenho futuro?" Mas Passos e seus muchachos responderam no concreto, com o curso de Medicina do pai do PM, numa demonstração aflitiva de insensibilidade e idiotia.

Só que a desassossegada aluna sabe a importância da questão. Sabe, sem ler, que, como mostram os últimos estudos, as crianças pobres que façam tudo certo na escola mesmo assim não ultrapassam as ricas que cometem erros. Logo insiste, incrédula com a burragem ministerial, e explica que a mãe em Portugal trabalhava em seis cafés.

Não era piegas.

Ou seja, diz que ela fugiu do risco de pobreza para um terço das crianças, da zona de desconforto. E pergunta se ele, agora PM, experimentou na pele o que é ser escravo e fugitivo por causa de um chusma de fanáticos.

Também era pobre quando era pequeno? Não, disse o PM. Para mais à frente acrescentar, qual cigarra de verão, "Eu também gosto muito de cantar".

formiga cigarra cantar Passos Coelho Medicina Portugal