Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Dias perfeitos

Nas campanhas eleitorais, só os dias de reflexão são perfeitos.

João Pereira Coutinho 4 de Outubro de 2015 às 00:30
Ontem foi um dia perfeito. Não admira. Foi ‘dia de reflexão’. E só Deus sabe como é bom chegar ao fim de uma longa maratona de histeria e aldrabices e encontrar um sábado silencioso e respirável.

O ideal, aliás, seria que as campanhas fossem exactamente assim: no primeiro dia ‘oficial’, os partidos faziam uma conferência de imprensa e apresentavam os respectivos programas. Depois, o pessoal reflectia – sem entulho nas ruas nem a poluição visual de ter os candidatos nos cartazes, uma agressão que contribui para a sinistralidade rodoviária. Sem falar do supremo terror: caminharmos pelas ruas e sermos assaltados pelas ‘arruadas’, ou seja, por uma manada de claques que rodeiam o seu ‘craque’; e o ‘craque’, qual tarado, a tentar beijar meio mundo como um foragido do Júlio de Matos.

Posso estar errado. Mas aposto que, baixando um pouco a temperatura, os portugueses até votavam com outra disposição.
dia de reflexão partidos políticos campanha eleitoral eleições legislativas
Ver comentários