Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Misérias morais

O governo grego enviou para o Eurogrupo alguns delírios da sua lavra.

João Pereira Coutinho 8 de Março de 2015 às 00:30

O governo grego enviou para o Eurogrupo alguns delírios da sua lavra. Para relançar a economia e, pormenor importante, combater a evasão fiscal. E o que tenciona o governo grego fazer? Fácil: equipar donas de casa, turistas ou estudantes com gravadores e câmaras para apanharem o comerciante a fugir aos impostos. Depois, as imagens e os sons são fornecidos às autoridades tributárias, que entram em cena com a coima respectiva.

O procedimento não espanta: Orlando Figes, no livro ‘Sussurros’ (editado pela Alethêia), já tinha mostrado que transformar meros cidadãos em delatores (e carrascos) era moeda corrente no quotidiano da União Soviética. O que espanta é que uma proposta destas seja enviada por um país da União Europeia aos seus pares; e que a nossa esquerda vociferante, que se baba perante Varoufakis e pede o escalpe do incumpridor Passos, não considere o gesto uma forma de ‘miséria moral’.

Eurogrupo Orlando Figes União Soviética União Europeia Passos política economia negócios e finanças
Ver comentários