Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Vaz

Prato vazio

Para o candidato que viu nas Presidenciais "uma ementa variada" e até "iguarias incríveis", os resultados revelaram-se um prato vazio.

João Vaz 25 de Janeiro de 2016 às 00:30
Para o candidato que viu nas Presidenciais "uma ementa variada" e até "iguarias incríveis", os resultados revelaram-se um prato vazio. Pouco mais de uma dúzia de milhares de votos (0,30%) e o 9º lugar entre os dez votados constituíram prenda pobre para o professor de psicologia motivacional que fez 50 anos na quinta.

Deve ter sentido uma deceção semelhante às de Mourinho na hora de ser despedido. E nunca viveu no meio do grande público o prazer dos empolgamentos que gera nas ações de formação psico.

Despediu-se do mês de maior fama da vida numa sala vazia diante de quatro cachecóis da seleção. Foi o primeiro a fechar a loja. Partiu a lamentar-se não ter descoberto nos livros o segredo do êxito de Tino de Rans.
Jorge Sequeira eleições presidenciais Tino de Rans
Ver comentários