Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Lemingues do Rato

Costa arrisca-se a perder. E a ver um ‘game over’ no ecrã.

Leonardo Ralha 21 de Agosto de 2015 às 00:30
Duas semanas bastaram para que 48 439 portugueses fossem ver o filme ‘Pixels’, em que os heróis são especialistas em jogos de vídeo que enfrentam o Pac Man, enviado por extraterrestres para destruir a Terra.

Se António Costa foi um dos 48 439, é provável que tenha dito aos assessores para encontrarem um antigo campeão de ‘Lemmings’, jogo cujo objetivo era impedir animais de cometerem suicídio em massa.

Apesar de os cientistas garantirem que a pulsão suicida dos lemingues, pequenos roedores com fama de se lançarem do alto de penhascos, é um mito alimentado por filmes da Disney e pela ausência de alimentos, que os impele a atiraram-se à água sem saberem nadar, as últimas ocorrências fazem desconfiar que a Comissão de Toponímia de Lisboa poderá alterar o Largo do Rato para Largo do Lemingue.

Depois dos cartazes enganadores, da candidatura presidencial ‘inopinada’ de Maria de Belém, e das cartas de José Sócrates, a escolha do termo "simulação" (sinónimo de fingimento) ao falar da criação de 207 mil empregos até 2019 reforça a ideia de que, apesar de tudo, Costa arrisca-se a perder. E a ver um ‘game over’ no ecrã.
Ver comentários