Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonor Pinhão

O pecado do futebol

É difícil pedir exercícios de modéstia a quem venceu as últimas seis eleições

Leonor Pinhão 31 de Outubro de 2020 às 01:21
Luís Filipe Vieira foi reeleito pela 5ª vez presidente do Benfica por números suficientemente claros, ainda que distantes dos resultados "venezuelanos" dos anteriores atos eleitorais. Poderá constituir para Vieira uma surpresa, ou até um choque, o facto de 36% dos sócios do Benfica se terem dado ao incómodo de esperar duas ou três horas para expressar nas urnas o desagrado pela sua gerência, mas seria muito bom, para Vieira e para o Benfica, que o presidente reeleito refletisse sobre o que levou uma percentagem importante de sócios do clube que ajudou a reerguer a votar numa candidatura fogosamente alternativa à sua.

É difícil pedir exercícios de modéstia a quem venceu as últimas seis eleições no maior clube português? Sim, é. No entanto, o futuro próximo do Benfica estará sempre dependente da capacidade que Luís Filipe Vieira irá (ou não) demonstrar no sentido de perceber o que é que realmente esteve em causa no sufrágio de quarta-feira. Não terão sido, certamente, os anos de Vieira como associado do Sporting e do FC Porto que motivaram semelhante afluência às urnas. Quando, no princípio deste século, Vilarinho apontou Vieira como seu sucessor logo se soube que o ex-presidente do Alverca cometia a excentricidade de ser sócio dos alegadamente três clubes grandes do País, e não foi esse pecado que o impediu de ser eleito pela primeira vez presidente com uma votação maciça.
O facto indesmentível de existirem em funções na estrutura administrativa e comercial da Luz adeptos dos clubes que, desportivamente, rivalizam com o Benfica também não pode ser tomado como explicação para a votação em Luís Filipe Vieira ter caído dos 90 e tal por cento a que sucessivamente nos habituara para os 60 e tal por cento contados na madrugada da última quinta-feira. Não faz sentido que os sócios do Benfica demorassem quase duas décadas a dar conta dessa permeabilidade do Benfica embora não deixe de ser verdade que caiu mal em setores mais picuinhas o facto absurdo de Vieira ter citado o lema do Sporting como se fosse o lema do Benfica no seu discurso comemorativo do último aniversário do clube.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes