Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luciano Amaral

Covid-20

Os melhores votos seriam que a Covid-19 continuasse a marcar o ano, mas na libertação.

Luciano Amaral 28 de Dezembro de 2020 às 00:30
Não vale a pena lembrar por que ficou marcado o ano de 2020. Mas vale a pena lembrar porque marcou tanto. A Covid-19 não é uma doença desproporcionadamente grave. Não é doença para que não existam precedentes próximos: os nossos avós lembram-se da ‘gripe asiática’ de 1957 e os nossos pais da ‘gripe de Hong Kong’ de 1968, e já muitos de nós passámos por gripes severas (8500 pessoas morreram de gripe em Portugal em 1998-99, e 5600 em 2014-15, contra as actuais 6500 de Covid).



Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas