Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Menezes Leitão

Colapso

Situação típica de um país de terceiro mundo decorria sem que nada fosse feito.

Luís Menezes Leitão 31 de Agosto de 2022 às 00:30
A 9 de Junho uma grávida perdeu o bebé porque a urgência das Caldas da Rainha encerrou. A 28 de Julho outra grávida perdeu o bebé porque o bloco de partos de Abrantes fechou, tendo que se deslocar a Santarém, a mais de 100 km da sua residência. A 22 de Agosto uma grávida no Seixal teve que fazer 150 km porque não havia hospitais disponíveis em Lisboa e Setúbal, sendo enviada para Santarém e acabando por ter o bebé nas Caldas da Rainha.



Caldas da Rainha Setúbal Santarém Abrantes Lisboa Seixal política governo (sistema) chefes de estado
Ver comentários