Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Maria Rodrigues

Justiça mole

Quando serão os tribunais firmes contra agressores de polícias?

Manuel Maria Rodrigues 2 de Maio de 2017 às 00:30
As agressões a polícias prosseguem, praticadas por rufias, elementos de gangues, ex-presidiários, arruaceiros, suspeitos de violência doméstica, entre outros.

Recentemente foi notícia um polícia agredido a murro por um ladrãozeco que tentava assaltar um supermercado na Cova da Piedade; três elementos da PSP agredidos por um morador numa ação de despejo, na Amadora; um agente da PSP agredido por um grupo, no Montijo,  por travar um condutor que tentava atropelar pessoas.

Há dois dias, no Cais do Sodré, um elemento da PSP, de folga, foi reconhecido por um ex-presidiário que tinha detido e seguiu-se um covarde e brutal espancamento, com a ajuda de quatro compinchas.

Pergunta-se: Onde está o dispositivo policial de resposta rápida, que uma vez mais não dá resposta eficaz a uma agressão grupal numa zona turística da capital? Quando deixarão os tribunais de ser moles nas penas para agressores de agentes da autoridade? Pretender uma imagem de país seguro com uma justiça mole é erro estratégico.
Cova da Piedade PSP Amadora Montijo Cais do Sodré questões sociais media polícias agredidos justiça agentes
Ver comentários