Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Pereira

Como interpretar o senhor Schmidt?

Ou o treinador é ingénuo ou as suas palavras foram um recado

Mário Pereira 2 de Julho de 2022 às 00:30
Na segunda conversa com jornalistas portugueses desde a chegada ao Benfica, Roger Schmidt não deixou perguntas sem resposta. De peito aberto, ou conhecedor da máxima de que não há outra oportunidade para causar uma primeira boa impressão, o treinador alemão deu uma boa versão de si mesmo.

 Revelou que o adjunto Javi García foi uma sugestão do clube, deixou entreaberta a possibilidade de Weigl sair, explicou que queria ter já Enzo Fernández a trabalhar no Seixal e acabou até por ir mais longe do que seria expectável.



Benfica Roger Schmidt desporto futebol economia negócios e finanças media
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
C-Studio