Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

Mais um hospital para a Fosun

Elementos da comissão executiva venderam as suas ações.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 4 de Agosto de 2016 às 01:45
Os chineses da Fosun, que foram um dos abonos de família do governo de Passos, ao comprar a área dos seguros à Caixa Geral de Depósitos (CGD) por mil milhões de euros, preparam um novo negócio (e não é a compra de 16% do Millennium/BCP).

Trata-se da abertura de outro hospital privado em Cascais. O novo Hospital da Luz/Cascais ficará nas instalações da velha unidade hospitalar e dará apoio aos cursos de Medicina que a Universidade Católica vai abrir brevemente.

O acordo terá sido feito diretamente com a Parpública, fintando a autarquia liderada por Carlos Carreiras, que tinha o direito de preferência sobre o edifício.

Quem não gostou nada da jogada foi o Grupo Mello, que vê a concorrência entrar-lhe num território que, até agora, estava totalmente dominado pelo Hospital da CUF.

Outra novidade dentro do grupo chinês foi a venda em massa de todas as ações dos membros da Comissão Executiva da Luz Saúde. A transação foi realizada fora de Bolsa a 4,80 euros, abaixo do preço da OPA de 2014 mas ao dobro do praticado no mercado. A presidente, Isabel Vaz, encaixou mais de 480 mil euros, segundo relata a publicação ‘Mundo dos Seguros’.

O que resta saber é quem será o homem/mulher forte do grupo chinês no futuro. Rumores dão conta de que o antigo ministro das Finanças Eduardo Catroga poderá ter uma palavra a dizer, graças às suas boas relações com os empresários do "Império do Meio" na elétrica EDP.
Ver comentários